Um dia em Bangkok

Bangkok, 04 de novembro de 2010.

Senhoras e senhores, apertem os cintos. Vou relatar um dia em Bangkok, a cidade que não para um minuto. Em um dia fiz tanta coisa que vocês nem imaginam. Aqui é uma mistura do presente, passado e futuro. Templos magníficos no meio de uma cidade caótica. Aqui, apesar de ser cidade grande, senti a essência da cultura tailandesa bem mais evidente que nas ilhas do sul.
Pra começar, a viagem pra cá foi muito ‘punk’, o barco jogou demais, uma galera vomitando...foram umas 3-4 horas de pânico....pois nesta época do ano o mar está meio bravo...deu pra sentir um pouquinho de medo não vou mentir...e pela primeira vez me deu enjoo em viagem de barco, suei igual tampa de chaleira mas segurei a parada e não devolvi o jantar... ehehe ...depois trocamos para um busão e pegamos mais umas 9 horas de estrada...depois do terror do barco, a cadeira do busão tava igual uma cama king size...dormi igual um anjinho.
A água batia com tanta força no barco que entrava água pelo ar condicionado!!!

Estar ferrado no sono no busão e de repente alguém te acorda dizendo que chegou...5h da madruga, é uma situação bem legal...meio zonzo de sono, botar a mochila nas costas, descer e andar numa cidade grande sem entender nada...completamente perdido... mas foi tranquilo.Tô num albergue de chinês, um dormitório com 22 camas..chinês é um bicho meio estranho, eles não se misturam... tá bom aqui, é barato e tem WiFi grátis.
Fui dar um rolê...já tava ligado que os motoristas de tuk tuk eram todos safados, entrei num já esperando o golpe...mas eu tava com meu mapa na mão, qualquer coisa eu me achava. Eles fazem assim, oferecem uma micharia pela corrida, tipo um real ou menos, falam que vão te levar em vários pontos, inclusive em um ‘centro de informação turística’ que é papo furado, na verdade é uma agência de turismo onde eles ganham comissão, e te levam também em alguma loja pra ver umas roupas...também é só pra ganhar combustível do dono da loja como comissão, sacou... beleza fomos no primeiro local,a agência...cheguei lá fiz algumas perguntas sobre passagens, vistos...e seguimos para  o Big Buddha, um Buda de pé dourado gigantesco, muito bonito mesmo.
O patife do tuk tuk...saiu sem ganhar um centavo!!
Big Buddha

 De lá seguimos para a tal loja de roupas...era uma loja de terno tipo alfaiate...imagina eu de terno e gravata em Bangkok!! deu voutade de rir, aliás tem um monte de lojas de terno com os caras tipo indianos oferecendo terno pros mochileiros...é engraçado. Sim, depois disso, como não comprei nada, o motora do tuk tuk ficou com uma cara amarela, eu senti que ele ia me despachar em algum lugar...aí encostamos numa feira, em Chinatown...e ele disse que ia me esperar 15 minutos...eu sabia que ele ia embora....mas tá bom era uma feira legal e dava pra ir a pé para o meu próximo destino....um complexo de templos que é a maior atração da cidade.

Depois fui para outro templo lá perto,Wat Pho - o maior e mais antigo de Bangkok,  onde tinha uma enorme estátua de Buda deitado de 46 metros!!, ilustrando a passagem de Buda para o Nirvana...os pés e os olhos são cravejados de madrepérola.


 Na saída andando na rua vi um carrinho de churrasquinho, mas um espetinho me chamou mais atenção...espetinho de rã !!! Nem pensei duas vezes e pedi um...imagina se ia deixar passar um cardápio desses!
A patinha tava bem torradinha...delícia.

Andei mais um pouco, ainda com o espetinho de rã na mão...vi uma outra barraquinha com um cardápio ‘diferente’ ...insetos fritos !!!! Também não pensei duas vezes, pedi uma porção variada...com gafanhotos, larvas, grilos e uns outros lá que não sei o nome mas estavam uma delícia...bem fritinhos e salgadinhos, degustei um por um. eheheheh  


De lá, me juntei com um grupo de poloneses e fomos rodar nuns mercados noturnos de rua  muito bacanas. Passamos por um mercado só de flores, eles comercializam muitas flores e arranjos pois são oferecidos para Buda, um outro de quinquilharias...e um outro mercado de comidas. Esse foi o ponto máximo do dia, nessa barraca tinha um ‘petisco’ que ainda não tinha provado, ESCORPIÃO !!! Escolhi um bem grande, e degustei causando nojo a todos os que estavam presentes(os poloneses, claro), cara há muito tempo eu esperava por esse momento... de provar essas coisas em Bangkok.
video

Como gafanhoto e escorpião não enchem barriga, sentamos numa mesa de uma barraca de rua, e pedimos vários pratos, uns que eu ainda não tinha provado..um mais gostoso que o outro. Vocês não fazem ideia do prazer que sinto em provar coisas que nunca provei, ver coisas que nunca vi...o simples fato de andar sem rumo por ruas de um país desconhecido, principalmente aqui na Ásia... já é uma coisa muito prazeirosa.
Coisa de uma hora a pé, e voltamos para a região da Kao San Road, onde eu e acho que 99% dos mochileiros ficam hospedados. Bangkok é a Meca dos mochileiros, e a Kao San Road é o centro da confusão. Tem de tudo aqui...se vende de tudo, até diploma da Universidade de Oxford !!!!
É só escolher a carteirinha e o diploma que sai em 10 minutos...estudar pra quê?

Sentamos em um baarzinho pra tomar uma Beer Chang (cerveja tailandesa) e bater um papo. Aí os poloneses foram embora, eu saí pra comprar uma cerveja na loja de conveniência(que é metade do preço) olha só que engraçado, na loja só vendia cerveja até meia noite, pois era proibido...e BEM EM FRENTE tinha um cara com um isopor enorme vendendo cerveja pelo dobro do preço...muito engraçada aquela cena. Nessa de procurar cerveja conheci um inglês muito maluco que tava na mesma que eu procurando cerveja barata, aí cruzamos com outra galera, uns alemães e quando vi eu já tava numa outra rodada eram uns 8 , uns caras super alto astral.
Depois disso, eu poderia parar por aqui, e dizer que fui dormir...mas acontece que depois que essa galera se separou de novo, conheci umas outras figuras que são mundialmente famosas e vou contar a experiência...conheci na mesa do lado uns “lady boys” e umas “primas”, tá legal que não são o tipo de pessoa certa pra gente ficar perto. Mas que puta e travesti são uns bichos animados, isso ninguém pode negar. É diferente quando se faz amizade  “sem fins lucrativos” do   que estar com elas pagando as coisas e querendo algo mais, eu disse logo que não tinha dinheiro..até porque elas eram horrososas, mas eram gente boa demais!! Eu quis bater papo com elas, pois faz parte da experiência...pra sentir a  malandragem de uma cidade, tem que ser na zona...
Conclusão, era eu e mais 5 ...2 primas e 3 lady boys...saímos de lá pra uma ”boate” frequentada pela classe...elas pagando tudo (acreditem, por favor) pagaram o taxi, a bebida... no final, umas arrumaram ‘serviço’ e outras voltaram comigo para a Kao San Road...cheguei de manhã,  sem gastar um centavo, me diverti muuuuito , e senti de perto o ‘submundo’ de Bangkok !! eheheeheh
Ufa !, isso foi só um dia...




  

2 comentários:

Érica disse...

POha Rogério, tú é maluko cara!!!! Rsrsrs mas isso tudo é show de bola!! ESCORPIÃO!!! Puts.. suhaushaushuas

BOCA disse...

Fala Fii, bão?
Muito bom este post, a parte da comida foi massa, más a ultima parte foi hilário, eu também sempre procuro rodar pelo “submundo” da cidade que eu visito, só quem faz isso, sabe o prazer que é descobrir as peculiaridades do local.

Bons ventos!
Cuide-se.